15 de setembro de 2011

A Vida — Qual a Sua Origem? A Evolução ou a Criação? Há Nova Luz de Entendimento a Respeito?


O
  LIVRO “A Vida – Qual a Sua Origem? A Evolução ou a Criação?”, publicado por nós, Testemunhas de Jeová, em  1985, inicia sua bem preparada defesa a favor da criação, com as seguintes perguntas fundamentais:

O livro "Criação" - desatualizado?
Como foi que tudo isso [a abundante variedade de vida] começou? Este nosso planeta e todos os seus habitantes — como é que vieram a existir? Mais especificamente, qual é a origem da humanidade? Evoluímos de animais simiescos? Ou fomos criados? Exatamente como viemos a existir? E o que a resposta dá a entender quanto ao futuro? Indagações como estas já subsistem há longo tempo, e ainda continuam sem resposta na mente de muitos” —  § 2.

  O livro é fantástico e de leitura recomendável, mesmo hoje, quase três décadas após sua publicação. O livro faz uso de todo tipo de argumento imaginável para comprovar que foi Deus quem criou tudo o que existe, inclusive – e principalmente – a vida. Ao passo que faz isso, naturalmente, desacredita e desaconselha a crença na Evolução, a outra versão existente que, também, explica a origem da vida.

  Portanto, caso queira entender como viemos à existência ou mesmo escolher a qual versão apoiar, terá que optar por um ou outro entendimento. Não há um consenso entre os dois lados. E se depender deles, nunca haverá. Ao passo que o primeiro grupo se apoia nos conhecimentos (ou ciências) divinos, tendo as Escrituras Sagradas como a voz de Deus aqui na Terra, o outro grupo se apoia nos conhecimentos (ou ciências) humanos. Se você escolher ser religioso, terá que evitar terminantemente a crença numa evolução. Caso você já seja religioso e queira vislumbrar a evolução como fato, terá que deixar de ser religioso ou sofrer as consequências*.

Veja o meu caso como Testemunha de Jeová
  Desde o princípio de meus estudos para tornar-me uma TJ, fui fortemente aconselhado a escolher o ensino da criação como a verdade absoluta e à evolução como mentira absoluta. Eu queria agradar a Deus e, para isso, tive de escolher acreditar na criação. Passados longos anos defendendo e divulgando essa crença – que agora era também minha crença –, porém, algo me fez parar para meditar melhor a respeito. Venho fazendo isso nestes cinco últimos anos. Através de meus estudos das Escrituras, vim a ter dúvidas. Os irmãos mal podiam acreditar que, mesmo após muitos anos como Testemunha de Jeová, alguém como eu viesse a ter dúvidas sobre alguma crença nossa, sobretudo sobre esta, que é tida como ‘uma das mais fundamentais crenças do cristianismo’! Fui visitado pelos anciãos, inclusive, que pretendiam me ajudar a ‘não ter dúvidas acerca da Bíblia’. Percebi que as coisas iam ficar feias pro meu lado e recuei. Me isolei de todos e nada mais falava a ninguém sobre isso. Por mais fortes que fossem os argumentos em prol da criação, percebi que o mais importante para mim era se tais argumentos eram de origem bíblica realmente ou se eram de origem religiosa.

Por quê os dinossauros não aparecem na Bíblia?
  Dediquei-me aos estudos – tanto interno quanto externo à Bíblia sobre essa importantíssima crença (pela primeira vez resolvi analisar todos os argumentos em prol da evolução do ponto de vista dos próprios evolucionistas, da ciência). O objetivo era elucidar por completo as minhas dúvidas. No fim de tudo; após compreender os porquês de minhas dúvidas, maravilhei-me diante de minhas descobertas a respeito da origem da vida! A luz do entendimento brilhou para mim, de modo que hoje vejo uma verdade nunca antes vislumbrada por ninguém acerca dessas coisas! O que eu vi através de meu estudo pessoal da Bíblia, afinal?

  Que a evolução é um fato e que a criação, também, é um fato. Ambos podem – e são – perfeitamente conciliáveis. Isto eu consigo demonstrar e tenho feito exatamente isso aqui, neste  blog.#
Quem desenhou a 35 mil anos atrás?

  Minhas descobertas parte do princípio de que as Escrituras nada falam sobre ser Deus o criador do universo, dos dinossauros e das inteligências que pintaram cavernas pelo planeta afora, milhares de anos antes de Adão e Eva, os primeiros humanos. Em uma postagem cheguei a desafiar a qualquer pessoa neste universo a apresentar argumentos válidos que possam ficar de pé diante das evidências que apresentei. Até o dado momento, informo, ninguém aceitou o desafio. Mas ainda está cedo, vou aguardar mais um tempo.


*Em algumas religiões, como é o caso da minha, há a desassociação à espera dos que ‘acreditam de forma errada’.
# Veja, por exemplo, este estudo.

14 comentários:

Anônimo disse...

velho, cancela esse blog e aguarda por que você pode estar sendo vítima de ensino de demonios, tentando corromper os da organização, mas graças a DEUS são poucas testemunhas de JEOVÁ que passaram por esse blog, pela narrativa dos comentários anônimos mais de 90% dos comentários foram feitos por alguém que não é tj conforme indicado pelo autor dos mesmos , pelo jeito vai ser fracasso a sua empreitada

Wandrey Suárez disse...

Irmão, Jeová me comissionou como Apóstolo para as Redes Sociais e Blogs da Internet.

o irmão deve ser da classe da grande multidão de leigos que não podem ter acesso ao que se decide entre nós do Corpo Governante.

Mas Jeová é bom, e ele providenciou que todos voc~es saiam da ignorância espiritual. Novas luzes serão verdadeiramente reveladas aqui, irmão.

Peça a revista A Continela e comece logo a ser iluminado também.

Irmão, não quer ajudar não?

Wandrey
Apóstolo para as Redes Sociais e Blogs da Internet

Anônimo disse...

O Anônimo TJ aí mostra bem como são contraditória as Testemunhas de Jeová!
Primeiro ele diz para o Wandrey CANCELAR o blog e depois diz que o mesmo será um fracasso! Se será um fracasso, para que cancelar? E se cancelar, como poderá ser um fracasso?
Só TJ mesmo para sair com essas "pérolas"!

Wandrey Suárez disse...

Irmão, ele não desejou o mau para mim e para o meu trabalho de sua própria vontade realmente. Acontece que ele foi treinado a 'acabar com a concorrência', na sua congregação. O que motivou a ele a fazer esse comentário, portanto, não foi sua própria mente, pois esta só vegeta espiritualmente.

Aconselho a todos os meus irmãos a 'tomarem a pílula vermelha' e começar a tomar decisões cristãs de sua própria e livre vontade, assim como o Cristão deve ser - 'pertencentes a uma lei da liberdade'.

Quanto a mim e ao meu trabalho, não devo 'cancelar', porque mesmo que eu o fizesse, 'as pedras recomeçariam' tudo de novo.

_____
Wandrey
Apóstolo para as Redes Sociais e Blogs da Internet

Anônimo disse...

como ter liberdade se para ser testemunha dos deuses é necessário ser um escravo? Jeová ajudai-me , salvai-me.
To the rescue here I' am .

estudante
----------

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=q2JoHfRLPPs&feature=related


Como posso explicar este alinhamento nos locais visitados Deuses que andaram pela terra.

Apóstolo TDS disse...

Como diz ali, irmão. É mistério. Mas tem de ter um significado ou mensagem dos Deuses a nós, seus filhos. Será que 'escreveram' essa mensagem pensando em que só poderíamos lê-la após conquistarmos as tecnologias de GPS e os vôos espaciais? Pode ser.

De qualquer modo, todos estes mistérios nos diz uma coisa muito importante: Eles estiveram realmente aqui, nos criaram do "pó do solo" ao encontrarem, capturarem e extraírem o ADN de um homem-bicho - o pré-homem, ou homem de Neandertal, que jazia morto nos leitos oceânicos e nos 'fazerem à imagem e semelhança deles'. Neste respeito, sabiam que, com o tempo, a parcela de ADN deles agiriam em nosso cérebro, levando-nos à evolução tecnológica, possibilitando que encontrássemos a 'mensagem'.

Parabéns a nós.

Apóstolo TDS

Aroeira disse...

Amigo, não entendi bem sua postagem "sobre ser a evolução e a criação verdades aceitas". Não há como conciliar a duas coisas, ou se crê em um ou outro. A antiga questão de se aceitar uma evolução teísta foi devido ao fato de que os naturalistas queriam evitar conflitos com os antigos religiosos, por isso aventaram a ideia de um tipo de evolução teista que aceitaria a crença em Deus que supostamente usou os processo evolutivos para criar as espécies. Mas, isso não é conciliável com os fatos.

Apóstolo TDS disse...

Irmão Aroeira, deves dá uma analisada em minha tese, aqui

Seja bem-vindo à Associação das Testemunhas dos Deuses Santos

Apóstolo TDS

Aroeira disse...

Em um artigo paralelo vc disse que "a evolução da vida é tão factual quanto à verdade da criação que defendem tão sistematicamente". Há um paradoxo na sua argumentação quando ainda não existe nenhuma evidência empírica sobre a ocorrencia da evolução. Tudo foge para o terreno do materialismo filosófico, e fica a mercê da fé. A evolução não pode ser demonstrada e por isso é de inferência ideológica. Em nenhum campo há suporte para se aceitar a ocorrência da evolução.

Apóstolo TDS disse...

O irmão Aroeira disse:

"Há um paradoxo na sua argumentação quando ainda não existe nenhuma evidência empírica sobre a ocorrencia da evolução."

Como é que é, irmão? "ainda não existe nenhuma evidência empírica sobre ocorrência da evolução"?

Em qual planeta o irmão vive? 'Alôhô, Terra chamando Aroeira . . . '

Irmão, nenhum outro assunto neste planeta, por séculos, ganhou tanto destaque quanto a evolução. Um fato que é bastante explicado é o quão lenta ela age. Dê uma olhada nas manchetes de ciências - em quaisquer jornal ou revistas especializadas - e ali estará algo sobre as mais últimas descobertas na área evolutiva. macacos que estão quase falando; vermes que simplesmente nunca havia sido visto, aparecem; anfíbios que parecem cobras mas que não é e que deram o nome de "cabeça-de-pênis" aparece do nada; Pássaros; insetos; e até características estranhas, em nós, seres humanos, têm aparecido.

A evolução da vida, aqui ou noutros milhões de planetas galáxias afora, não é mais uma simples questão de teoria, mas trata-se de fatos incontestáveis. Toda as ciências convergem para este nicho de saber. Nenhuma outra questão tem feito tanto sentido e relevância entre a humanidade. Milhões de livros, periódicos e panfletos, relatam nos mínimos detalhes como a evolução age são publicados quase que diariamente. A verdade evolutiva tem penetrado em todas os âmbitos do saber humano - nada lhe escapa: escolas, universidades, laboratórios, hospitais, ambulatórios, livrarias, bibliotecas, . . . e até as igrejas. Nenhuma igreja sobreviverá contestando a verdade; contestando o óbvio; contestando a evolução.

Nada em prol do conceito de criação bate com a realidade a não ser que levemos a evolução em causa. Portanto, minha tese é bastante óbvia e satisfatória. Quando digo minha tese, não quero dizer que é inteiramente minha, pois foram os Deuses quem a deram a mim através do espírito deles que habita em mim. O espírito santo age em parceria com pessoas espirituais e estas pessoas, óbvio, são pessoas que se deixam levar pela espiritualidade, "para o terreno do materialismo filosófico" como tu, irmão Aroeira, classifica a fé.

Portanto, quando tu dizes que "a evolução não pode ser demonstrada e por isso é inferência ideológica", só evidencia o quanto o irmão tem o desejo que ela não fosse verdade, que ela desaparecesse do cenário terrestre e das conversas que rodeiam o planeta. Mas, ó homem néscio, será que não és tu e muitos milhões de outros, que se deixam levar por "intermédio de filosofia e de vão engano"? (Colossenses 2:8) Se nós, Testemunhas dos Deuses Santos, falamos com palavras de cunho religioso, é porque estamos de acordo com o espírito. O apóstolo Paulo explicou: "Destas coisas . . . falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com as ensinadas pelo espírito, ao combinarmos assuntos espirituais com pessoas espirituais." (1 Coríntios 2:13) sim, é verdade que não falamos como os que dominam o assunto na base da ciência - "com palavras ensinadas pela sabedoria humana" - mas o que falamos está de acordo com a verdade dos fatos. E contra fatos, não há argumento, já diz o ditado popular.

Portanto, és inescusável, quem quer que tu sejas, irmão Aroeira, de querer dá desculpas para sair pela tangente dos fatos evolucionário.

Desejo que os Deuses possam iluminar teu coração e tua mente, abrindo-os para a verdadeira sabedoria, a que "vem de cima". - Tiago 3:13-18; 1:5.

Apóstolo TDS

Apóstolo TDS disse...

Irmão Aroeira, mal eu comessei a ler meus correlets, veja qual a primeira notícia que lá estava:

"Cientista português participa na descoberta de quatro novas espécies de baleias".

Clique e leia você mesmo. Maravilhe-se de que nossa mãe, a evolução, tem sido uma criadora incansável no decorrer dos tempos e das eras.

Depois dê uma passadinha nesta página da Folha de Esse Ponto Paulo.

Apóstolo TDS

Aroeira disse...


Mesmo que haja grande destaque para a teoria de evolução como argumenta, isso não é suficiente para fazer dela um fato. As “manchetes científicas” não trazem apoio a isso. O filósofo Daniel Denett e o biólogo Richard Dawkins disseram que a evolução é amparada por evidências seguras. Mas a verdade é que ao contrário de ser um “fato” seguro ainda pairam sérias discussões E as dificuldades permanecem insolúveis. Há apenas um senso de bravata científica nesses argumentos filosóficos mascarados como boa ciência. Você quando aceita esses argumentos apenas se curva diante dos apelos feitos pelos Neodarwinistas, e se rende como fez muitos religiosos. A maior parte da comunidade científica despreza os argumentos filosóficos dos evolucionistas teístas, diferente do que pensa alguns religiosos que acreditam que tem algum crédito com os Neodarwinistas. É inadequado para os Neodarwinistas mais radicais aceitar a ideia de que há alguma força sobrenatural que supostamente usa os processos evolutivos na criação. Isso é incompatível para o crivo científico quando a filosofia religiosa se fundiria com a evolução, na tentativa de conciliar as duas coisas. Mesmo que “milhões de livros, panfletos, universidades e laboratórios” apoiem a teoria de evolução, mesmo que todos os grandes cientistas a defendam, isso não fará dela uma “verdade evolutiva”, como você deseja.
Quanto a “Macacos que estão quase falando, vermes que nunca havia sido visto” “anfíbios que parecem répteis” não significa que são produto de evolução ou que tenha tido um ancestral comum, pois todas as espécies são divergentes e não há um ele de conexão entre elas. As pesquisas laboratoriais com macacos ou qualquer outra espécie apenas visa conhecer os hábitos e as estruturas fisiológicas e gênicas desses animais, mas não dá nenhuma evidência de que são produto de evolução.
Você propôs que “a evolução da vida, aqui ou noutros milhões de planetas galáxias afora, não é mais uma simples questão de teoria, mas trata-se de fatos incontestáveis”. Quanto a origem e evolução da vida, existem muitas polêmicas, ixxx aí tá o maior obstáculo para os pesquisadores moleculares, pois até o momento nenhuma teoria foi capaz de elucidar como a vida poderia surgir naturalmente em uma suposta sopa orgânica ou em qualquer outro lugar. É difícil esclarecer como poderia ocorrer a síntese proteica, e de material nucleico de maneira randômica, e como toda a informação gênica entrou em cena em uma suposta evolução química. Por isso, se aventou diversas teorias na tentativa de esclarecer a origem da vida, como sopa orgânica, Mundo do RNA, panspermia, entre outras. Diante das muitas dificuldades a origem da vida foi agora arremessada para fora da teoria de evolução biológica, e é tratada como uma teoria à parte. Isso aconteceu evidentemente por que os Neodarwinistas não conseguiram explicar a origem naturalista da vida. (leitura recomendada: A caixa preta de Darwin – Dr. Michael Behe).
O grande impasse é exatamente demonstrar “a verdade da mãe evolução” diante dos muitos obstáculos que tal teoria enfrenta, no ramo molecular, no registro fóssil, nas mutações gênicas e nos outros diversos mecanismos citados em favor da evolução. Encontrar o suposto mecanismo que poderia transformar uma espécie em outra totalmente diferente ainda é um obstáculo. As pesquisas laboratoriais nunca demonstraram ou reproduziram os processos evolutivos, então o suposto “fato” da evolução permanece em apuros, e é relegado para o terreno da ciência histórica e da crença. Assim, e preciso reavaliar os conceitos para saber por onde estás indo e se não estaria sendo levado pelo o que você classifica como “filosofia de vão engano.”

Aroeira disse...

Visite o blog: falhasdeumateoria.blogspot.com.br