SOBRE O ESTUDO PESSOAL DAS ESCRITURAS

É
 UM ASSUNTO de muita importância o conhecimento das Escrituras Sagradas. O estudo cuidadoso da Palavra dos Deuses era uma das designações individuais que os reis no Israel antigo tinham. Jesus seguiu este modelo. E os que governarão com Cristo quais reis no céu também devem — individual e em grupo — se empenhar no estudo das Escrituras. (Luc. 22:28-30; Rom. 8:17; 2 Tim. 2:12; Apo. 5:10; 20:6) Todos nós, os que esperam receber bênçãos sob o Reino, precisamos seguir o mesmo modelo. — Mat. 25:34, 46.

UMA TAREFA PARA NÓS
   “Pode-se dizer enfaticamente e com toda honestidade que cada verdadeiro cristão deve fazer seu próprio exame da Bíblia”, comenta a revista A SENTINELA de 15jun.2002 (pág. 14 par. 11) Nós queremos destacar aqui que não é somente à Bíblia, mais também os muitos outros livros deixados fora dela que, juntos, compõem “Toda a Escritura [que] é inspirada pelos Deuses”. (2 Tim. 3:16) Isto não é algo que você precisa fazer apenas quando começa a estudar as Escrituras quando se insere numa religião que incentiva a pesquisa. Cada um de nós deve estar resolvido a evitar ser como alguns cristãos da época do apóstolo Paulo, que acabaram negligenciando o estudo pessoal. Eles aprenderam “as coisas elementares das proclamações sagradas dos Deuses”, tais como “a doutrina primária a respeito do Cristo”. Mas, não continuaram a estudar e assim não ‘avançaram à madureza’. (Hebreus 5:12–6:3) Por isso, podemos perguntar-nos: ‘Como encaro o estudo pessoal da Palavra dos Deuses, quer eu esteja associado com uma congregação cristã por pouco tempo, quer já por décadas? Paulo orou para que os cristãos nos seus dias continuassem a “aumentar no conhecimento exato dos Deuses”. Será que demonstro o mesmo desejo?’ — Colossenses 1:9, 10.

   Um passo para se ter bons hábitos de estudo é desenvolver apreço pela Palavra dos Deuses. O Salmo 119:14-16 indica que um meio de se ter prazer na Palavra dos Deuses é desenvolver o hábito de meditar regular e objetivamente no que ela diz, evitando assim crer no que gostaríamos que ela dissesse. Isso se aplica não importa quanto tempo você já seja cristão. Para salientar essa necessidade, lembre-se do exemplo de Timóteo. Embora este ancião cristão já servisse como “soldado excelente de Cristo Jesus”, Paulo exortou-o a fazer o máximo para ‘manejar corretamente a palavra da verdade’. (2 Timóteo 2:3, 15; 1 Timóteo 4:15) É evidente que fazer “o máximo” envolve ter bons hábitos de estudo. Mas lembre-se: nunca acredite em doutrinas que infrinja a regra bíblica de 'ir além das coisas escritas nela', conforme é muito salientado aqui neste blog e que, infelizmente, até mesmo a religião a que eu, o Apóstolo TDS, pertenço não tem observado esta regra. — 1 Coríntios 4:6.

   Uma medida para se ter bons hábitos de estudo é reservar regularmente tempo para o estudo das Escrituras. O que tem feito neste respeito? Não importa qual seja a sua resposta honesta, acha que tiraria proveito de gastar mais tempo no estudo pessoal? Talvez pergunte: ‘Mas como posso arrumar tempo para isso?’ Pois bem, alguns têm aumentado seu tempo disponível para o estudo das Escrituras por se levantarem um pouco mais cedo. Pode ler as Escrituras por uns 15 minutos ou se empenhar em algum projeto pessoal de estudo. Como outra possibilidade, que tal fazer um pequeno ajuste na sua programação semanal? Por exemplo, se você tem o hábito de ficar navegando sem rumo aqui na internete, seria possível deixar de fazer isso? Poderia usar o tempo agora para estudar mais as Escrituras. Se deixasse de fazer isso nem que fosse só por um dia da semana e dedicasse mais ou menos 30 minutos desse dia ao estudo pessoal das Escrituras, ganharia mais de 25 horas por ano. Imagine os benefícios de 25 horas de leitura e de estudo adicional das Escrituras! Outra sugestão: Durante a próxima semana, analise suas atividades no fim de cada dia. Veja se não poderia eliminar ou reduzir alguma atividade para ganhar mais tempo para a leitura ou o estudo das Escrituras Sagradas. — Efésios 5:15, 16.
 
   O que poderia ajudar a tornar o estudo mais fácil e mais prazeroso para você? Ter alvos. Que alvos razoáveis de estudo poderia estabelecer? Muitos começam com o alvo excelente de ler ou escutar as Escrituras por inteiro. Talvez você já tenha se beneficiado de ler ou escutar partes dela. Poderia assumir consigo mesmo o compromisso de ler ou escutar Toda a Escritura? Depois poderá partir para a compreensão das “coisas profundas dos Deuses”, como é muito recomendado aqui neste blog. — 1 Coríntios 2:10.

EXAMINE AS ESCRITURAS
   Em Atos capítulo 17, versículo 11, diz-se que certas pessoas tinham ‘mentalidade nobre’. Por quê? Porque ‘examinavam cuidadosamente as Escrituras, cada dia, quanto a se estas coisas eram assim’, isto é, as coisas ensinadas pelo apóstolo Paulo. Elas haviam sido encorajadas a usar as Escrituras para examinar os ensinos até mesmo de um apóstolo, que dirá se tais ensinos vêm de uma organização religiosa, por mais sincera que ela possa ser ou aparentar, como é o caso da organização das Testemunhas de Jeová, da qual sou um membro!* Você deve fazer o mesmo.

   Tenha presente que as Escrituras são ‘inspiradas pelos Deuses’ e devem ser usadas para “endireitar as coisas, para disciplinar em justiça, a fim de que o homem dos Deuses seja plenamente competente, completamente equipado para toda boa obra”. (2 Timóteo 3:16, 17) Portanto, as Escrituras são completas em assuntos doutrinais. Se certa doutrina, por mais que lhe pareça verdadeira, não conste nas páginas de quaisquer dos hoje 68 livros inspirados, devemos rejeitá-la prontamente como 'ensinos equivocados de homens'. Não queremos ser como os que estão “sempre aprendendo, contudo, nunca podendo chegar a um conhecimento exato da verdade”. — 2 Timóteo 3:1, 7.

POR QUE ENTÃO DEVEMOS FAZER NOSSO PESSOAL ESTUDO DAS ESCRITURAS?
   Por que os Deuses transferiram o Filho unigênito deles desde os céus para a Terra para por fim sofrer uma morte cruel? “A fim de que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.” (João 3:16) Sim, era apenas por morrer que Jesus podia “dar a sua alma como resgate em troca de muitos”. (Mateus 20:28) De fato, em toda a história, ninguém demonstrou maior amor pela humanidade do que os Deuses santos Jeová e o Filho primogênito Deles. — Romanos 8:32.

Estudo pessoal com meditação e oração é o que nos 
aproxima da verdade.
   Após sua morte, Jesus “foi declarado Filho dos Deuses” de um modo muito especial e poderoso: “Por meio da ressurreição dentre os mortos” ele voltou à vida como um dos Deuses santos. (Romanos 1:4; 1 Pedro 3:18) Após ser ressuscitado, foi 'pregar uma mensagem de paz e reconciliação' aos anjos (ou Deuses Veja isso aqui.) que pecaram nos tempos pré-diluvianos e que estiveram presos por 70 gerações aguardando um julgamento — um 'julgamento' favorável para todos os que aceitaram a 'mensagem' de Cristo. (Enoque 10:11, 12; Colossenses 1:20; 1 Pedro 3:19; Gênesis 6:2; 2 Pedro 2:4) Após isso ele foi para o seu mundo original ‘numa nuvem — ou espaçonave —para os céus, onde ele obteve acesso ao Antigo de Dias e foi conduzido à sua presença.’ Ali “foi-lhe dado domínio, honra e [o] Reino, para que os povos, nações e línguas o servissem. Seu domínio [nesse Reino] é um domínio eterno, que jamais terminará, e seu Reino não será destruído.”# — Salmo 2:7, 8; Daniel 7:13, 14, TNM-Rev.

   Deseja ganhar o favor desse poderoso Deus, nosso agora “Pai eterno”, o Filho dos Deuses Jesus? (Isaías 9:6) Em caso afirmativo, incentivamos você a examinar cuidadosamente as Escrituras no seu estudo pessoal para saber tudo o que precisa sobre este Deus e todos os demais Deuses santos Jeová. Embora sejam literalmente aos milhões — ou muito mais que isso —, por estarem unidos são todos como que “um só Deus”. (1 Coríntios 8:5, 6) Antes de retornar ao seu estado de um Deus — portanto ainda na pessoa do homem Jesus, mais com poder de Salvador —, ele disse: “Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento do único Deus verdadeiro, e daquele [homem Salvador] que enviastes, Jesus Cristo.” (João 17:3, TNM) Sim, o que a pessoa acredita sobre o Filho e sobre os Pais dele através do estudo das Escrituras realmente faz diferença! — João 3:18; 14:6; 1 Timóteo 6:19.
_____________
  * Em abril de 2014 eu fui “expulso da sinagoga” das Testemunhas de Jeová. Devido ao fato de que eu fui fazer o que Jesus requer de cada cristão no que concerne a comer do pão e tomar do vinho, respectivos símbolos da carne e do sangue de Cristo (ele disse que todos os cristãos devessem fazer isso se quisessem ser salvos). Os do Corpo dos Governantes, os líderes máximos dessa religião não entendem que os cristãos devam ‘fazer o que Jesus pediu’, mais o que eles próprios querem que façamos é o que é mais importante. Até mesmo dizem que ‘só podemos ser salvos através deles’. Obviamente eles estão errados, não Cristo, motivo pelo qual sabemos hoje que eles são os verdadeiros apóstatas e um dos mais fortes tentáculos do “homem que é contra a lei, o filho da destruição”. — 2 Tes. 2:3.
  # Veja as páginas 6 a 12 do número 19 de A Continela. Acesse-apor aqui.